O Mar!
Cercando prendendo as nossas Ilhas!
Deixando o esmalte do seu salitre nas faces dos pescadores,
roncando nas areias das nossas praias, batendo a sua voz de encontro aos montes,
… deixando nos olhos dos que ficaram a nostalgia resignada de países distantes …
… Este convite de toda a hora que o Mar nos faz para a evasão!
Este desespero de querer partir e ter que ficar! …
— Poema do Mar, Jorge Barbosa

26 de Janeiro de 1910, o dia em que germinou a verdadeira espiritualidade!

26 de Janeiro, dia da espiritualidade!


De acordo com Ata de Reunião do Centro Espírita Amor e Caridade de Santos, de 26 de Janeiro de 1910,  rubricada pelo Senhor Luiz Alves Thomaz, e com o Senhor Luiz José de Mattos na presidência da mesma, documento que nos revela que foi um dia singelo, mas decisivo na vida de ambos, que amparados pelos eflúvios do Astral Superior, deram o início da verdadeira doutrina de Jesus. Dessa maneira, o Senhor Luiz José de Mattos, se dispôs a iniciar os estudos que levaram a codificar a Doutrina Racionalista Cristã, e o Senhor Luiz Alves Thomaz, ao ceder sua casa, assumiu suas responsabilidades no suporte material da Doutrina, data na atualidade transformada num novo marco da humanidade, no DIA DA ESPIRITUALIDADE.

Data que nos suscita a rever o passado por um novo olhar nessa bela página da espiritualidade, pois quando se tem uma base solida, se prospera e se consolida o futuro. Dessa forma, se percebe que o pequeno Centro Espírita do Senhor Augusto Messias de Burgos, foi onde o Senhor Luiz José de Mattos ensaiou seus primeiros passos doutrinários e amadureceu os passos seguintes.

Segundo o autor Galdino Rodrigues de Andrade, no Livro Luiz de Mattos, sua vida, sua obra, capítulo Naquele Casebre Humilde, afirma: "O júbilo dos instrumentos daquela casinha espírita era grande, pois aquele instante radioso era o florescer de uma doutrina espiritualista autêntica."
conheça este e outros livros

Na sequência o autor Antônio Cottas, ítem 7 do Livro Páginas Antigas de 1954; diz... No fim da "quarta" sessão que Luiz de Mattos, sem interrupção vinha presidindo, atua um espírito num dos médiuns ao lado dele e insulta-o barbaramente. Desconhecendo esse fenômeno e supondo fosse o médium o insultador, prepara-se para o devido revide, quando rapidamente fica atuado o outro médium, e falando-lhe Padre Antônio Vieira:

"... — Acalma-te! Pois então não vês que o médium é um simples porta-voz dos espíritos?
... — Esse espírito que acabou de manifestar-se é Ignácio de Loyola, teu e meu companheiro em diversas encarnações."

Já o autor Fernando Faria em seu livro inédito de 1992, "A vida e a luta de Luiz de Mattos", cita: "num dia anterior a de Ignácio de Loyola. ... outro fenômeno importante foi a manifestação do filólogo Júlio Ribeiro e seu esclarecimento espiritual por Luiz de Mattos."

O que nos leva a dizer que essas reuniões preliminares na vida de Luiz José de Mattos aconteceram no pequeno e humilde Centro Espírita do Senhor Augusto Messias de Burgos, dessa maneira, esse pequeno local foi o principio, onde as primeiras ideias foram semeadas uma a uma, e ainda segundo a carta do Senhor Thomaz, datada de janeiro de 1908enviada
ao seu primo Joaquim Alves Pereira, em Portugal, o qual "relata que encontrou balsamo e conforto para seus males físicos no espiritismo", dessa maneira tanto o Senhor Thomaz como o Senhor Mattos, consolidaram a amizade nesse mesmo local, que nos leva a crer, por um período aproximado não menos de 12 a 24 meses, tempo necessário de aprendizagem e amadurecimento espiritual que os conduziram para uma nova página da história da espiritualidade que precisava ser reescrita.

Por conseguinte, pode-se dizer que nessa modesta residência, situada na Rua Rangel Pestana 79, Vila Mathias, onde o Senhor Augusto Messias de Burgos, além do semeador de ideias, foi o tripé de apoio e a argamassa em unir e fortifica-los para a humanidade.

(clique em qualquer imagem para AMPLIAR)

Também é sabido que nessa humilde casa, onde as curas já estavam acontecendo, se tornou ainda mais acanhada, visto que estavam chegando gente de lugares distantes, desse modo se necessitava de um espaço maior, e nesse dia 26 de Janeiro de 1910, se consagrou a efetiva mudança para a casa do Senhor Luiz Alves Thomaz, Rua Amador Bueno 190, Centro de Santos.

Nesse momento da história, Luiz Alves Thomaz ao ceder sua residência, proporcionou a humanidade o devido suporte, para que seu esclarecimento espiritual não sofresse interrupções, por conseguinte o dia 26 de Janeiro de 1910 passou a ser considerado o dia oficial da Fundação da Doutrina Racionalista Cristã.


Segundo o pesquisador Dr. João Vasconcelos, em seu Livro a História do Racionalismo Cristão em São Vicente, 2011, nos relata:

“Há quem diga, mas isto não é garantido, ... “Maninho de Burgo foi ele próprio o fundador do Centro Amor e Caridade.”...

Na análise desta afirmação, a família Burgos, através das netas do Senhor Burgos afirmam que o vovô e a vovó inciaram o pequeno Centro Espírita por volta de 1905, mas desconhecem o nome, também se desconhece se o mesmo estava devidamente documentado, por conseguinte o único documento efetivo que se conhece atualmente, é esta Ata de Reunião de 26 de Janeiro de 1910, mas não se pode negar que a mesma contém 13 pessoas presentes, então todos tornam-se cofundadores, que no decorrer da história podemos chama-los de essenciais colaboradores, mas um detalhe se destaca, tanto o Senhor Luiz Thomaz como o Sr. Luiz de Mattos, aparecem espontaneamente nessa ata, um rubricando, e o outro presidindo tal reunião, então se pode conjecturar; que houve pelo menos uma reunião anterior a essa,
como a de posse e definindo posições de hierarquia, onde o Senhor Augusto Messias de Burgos passou o bastão de seu Centro Espírita ao comando dos Senhores Luiz de Mattos e Luiz Thomaz.

Ainda segundo o autor Fernando Faria, em seu livro inédito de 1992, "A vida e a luta de Luiz de Mattos", transcreve trecho do “Relatório Histórico do Centro Espírita Amor e Caridade de Santos” em 26 de abril de 1913, publicado pelo Senhor Luiz Alves Thomaz:

Sede e Hospital - Como sabeis, após algumas reuniões preparatórias, sob a presidência de nosso irmão Luiz José de Mattos, foi inaugurado em 26 de janeiro de 1910, à Rua Amador Bueno 190, sobrado que foi alugado para servir de sede do nosso Centro, que de acordo com nossos guias, ficou denominado “Amor e Caridade” sendo também nessa ocasião apresentado o projeto dos Estatutos.”

Assim no dia 26 de Janeiro de 1910, de acordo com a Ata de Reunião citada acima, numa "Sessão Especial para leitura e apresentação dos Estatutos, Regulamento Interno e para denominação do Centro", reunião secretariada por Luiz Alves Thomaz, com a presença dos Senhores Francisco Pereira, Alfonso Serra, Antônio H. da Rocha, Augusto Messias de Burgos, José Bento de Carvalho, Luiz Pinto Santiago, Augusto Domingos Maia, Manoel João Alves, Francisco Bento de Carvalho, José Guedes de Oliveira, Augusto C. Mattos e Luiz José de Mattos. Esta reunião presidida pelo Senhor Luiz José de Mattos foi considerada como dia de fundação, devido terem sido discutidos os estatutos e com a mudança para a nova sede passou a denominar-se oficialmente Centro Espírita Amor e Caridade de Santos, portanto dois fatores determinantes nos rumos da entidade. 

Dessa forma, passado pouco mais de um século, o dia 26 de Janeiro, para nós estudiosos da Doutrina Espiritualista Racionalista Cristã, data magna de fundação, dia em que germinou uma nova era de esclarecimento, um dia em que a humanidade amparada pelos eflúvios das Forças Superiores, tem muito para celebrar, assim que estamos todos unidos dia-após-dia, a revigorar a doutrina que amamos numa grande filosofia adequada ao nosso tempo, quem sabe num futuro bem próximo, possamos conhecer essa data como o DIA DA HUMANIDADE!

26 de Janeiro de 1910, o dia em que germinou a verdadeira espiritualidade!
by Cabo Verde é Vida

CONVITE

Casa-Chefe Rio de Janeiro
A todos aqueles que por algum motivo sofrem com as decepções e reveses da vida, ou aqueles que vivem num momento de bonança, aceitem nosso convite para se conhecerem e estudar os princípios espiritualistas do Racionalismo Cristão!

Nós estudiosos da Doutrina Racionalista Cristã, fundada pelos humanistas, Senhores Luiz José de Mattos e Luiz Alves Thomaz, convidamos todos a assistirem as reuniões espiritualistas e conhecer os benefícios da corrente fluídica em uma de nossas Casas mais próximas, que acontecem às 2as, 4as, e 6as feiras, das 20,00 às 21,00 horas e as portas ficam abertas das 19,20 às 20,07 horas. A entrada é franca e todos são bem-vindos!


Visite nossa Filial do Sal
a entrada é franca e todos são bem-vindos!
Rua 8 de Março - Espargos
Ilha do Sal - CABO VERDE

Conheça: Burgospedia - Comunidade Burgalesa


Poderá gostar de conhecer:
► Jornalista Júlio Ribeiro - Agora no Astral Superior