O Mar!
Cercando prendendo as nossas Ilhas!
Deixando o esmalte do seu salitre nas faces dos pescadores,
roncando nas areias das nossas praias, batendo a sua voz de encontro aos montes,
… deixando nos olhos dos que ficaram a nostalgia resignada de países distantes …
… Este convite de toda a hora que o Mar nos faz para a evasão!
Este desespero de querer partir e ter que ficar! …
— Poema do Mar, Jorge Barbosa

Na casa do Cabo-verdiano Manim de Burgo, foi onde tudo começou – Mário Gonçalves Neto

À Terra lançaste a semente da tua grande e generosa ideia, a Doutrina da Verdade, ela frutificará nas lamas dos bons e dos justos”. A Cristo disse-lhe Maria Magdalena um dia.

E após este tempo milenar, a luz surgia trémula num casebre da cidade de Santos, Estado de S. Paulo – Brasil – onde se fazia há já algum tempo a Limpeza Psíquica, sob orientação Astral Superior de António Vieira, e físico de um homem de moral cristã conhecido apenas por “Manim de Burgo”.

Proliferavam algumas casas de baixo espiritismo, aldrabões e charlatães que enganavam as pessoas com os curandeiros, adivinhos, candomblés e outros rituais ou manifestações de espíritos do astral inferior.


Por isso Luíz de Mattos quando convidado a ir aquele casebre, declinou o convite por pensar tratar-se do mesmo que outras.

Depois de conhecer Luíz Alves Thomaz, este persuadiu-o a lá irem a casa do cabo-verdiano, e foram no dia e hora marcada.

E como nada acontece por acaso, depois de alguns dias de frequência a casa de Manim de Burgo, a Luz iluminou o espírito de ambos e do clarão o horizonte se iluminou.

Luíz de Mattos, logo prometera ao seu amigo Luíz Thomaz codificar o espiritismo Racional e Científico Cristão.

Mattos concluiu o seu trabalho ano e meio após aturados estudos e investigações sobre a Vida Fora da Matéria. Era chegado o momento de dar continuidade às explanações que Cristo não acabara, sobre as coisas sérias da vida.

E em 26 de janeiro de 1910, mês e ano que completara meio século de vivência terrena, Luíz José de Mattos e seu companheiro Thomaz iniciam com as vontades sólidas e unidos na luta, o esclarecimento da humanidade sobre os porquês da vida invisível, antes e após a encarnação do espírito.

A árvore criou raízes profundas e seus frondosos ramos espalham-se pelo Mundo. Faz 98 anos a Doutrina da Verdade que Maria se referia.

Parabéns Racionalistas Cristãos.

Na casa do Cabo-verdiano Manim de Burgo, foi onde tudo começou
Por Mário Gonçalves Neto


Obs.: Discurso proferido por Sr. Mário Gonçalves Neto, em 25-01-08, na Casa Racionalista Cristã do Seixal, pela passagem do 98º. Aniversário da Doutrina Racionalista Cristã.

Na casa do Cabo-verdiano Manim de Burgo, foi onde tudo começou
Por Mário Gonçalves Neto

Título publicado no endereço:
Um farol na margem sul do Tejo


Poderá gostar de conhecer um pouco da imigração portuguesa na cidade de Santos, Brasil, no final do século XIX e o inicio do século XX, através da luta e história do benfeitor açoriano:
Manuel Homem de Bittencourt